Santana do Matos

Santanenses vão defender permanência do padre Josino

Por em 15 de fevereiro de 2017 às 22:20:32

16806795_159389757899483_6576609220380809917_n

A comunidade católica de Santana do Matos, não anda nada satisfeita com a decisão do Bispo Dom Jaime, em transferir o padre Raimundo Josino, da paróquia de Santana do Matos para a de João Câmara.

Desde o anúncio de sua saída, a comunidade católica vem se reunindo e tentando conversa com o Bispo, mas não foram recebidos.

Agora, resolveu que vão iniciar grandes movimentações em defesa da permanência de padre Josino, em Santana do Matos.

O movimento vem crescendo e deve desencadear uma grande manifestação ainda esta semana.

A defesa pela permanência de Padre Josino, na paróquia de Santana do Matos, se encontra expressa em texto publicado nas redes sociais, por meio do facebook de Zulima, que segue abaixo na integra.

Caros irmãos em Cristo,

Aqui estou para me unir a vocês nesse momento que nos surpreende de forma negativa, que é a transferência súbita de nosso querido Pe. Josino.

Não estou aqui p contrariar uma decisão de ordem eclesiástica…mas, me pergunto: Será que os paroquianos, que a comunidade católica de Santana do Matos, uma das maiores comunidades católica do estado, não merecem ao menos um tempo de transição? Será q não considerar a importância e interromper repentinamente um trabalho partilhado entre pároco e comunidade, que ainda está no meio do caminho, é justo?

Definitivamente não, não é justo. Sinto-me e sei que comungamos o mesmo sentimento, imensamente decepcionada.
Uma decisão dessa natureza, no mínimo merece reflexão profunda, merece diálogo, merece tempo… e não tenho dúvidas, de que o resultado negativo gerado hoje com essa transferência impensada, já é de perdas irreparáveis.

Procuro refletir sobre os motivos desconhecidos q levam o Bispo D. Jaime a tomar uma decisão como essa e dessa forma.

Sabemos que o Pe Josino Raimundo da Silva, não cometeu nenhum crime em sua paróquia, ou contra qualquer cidadão Santanense. Ao contrário, todos sofrem nos últimos dias, desde que a divulgação do fato nas redes sociais, surpreendendo à todos nós, filhos legítimos ou de coração, como eu, de Sant’Ana.

E se o trabalho do pastor ao seu rebanho, está sendo cumprido completamente e satisfatoriamente, por que o transferir de forma imediata? Por que não nos permitir o tempo necessário para que as etapas das obras que estão em andamento sejam concluídas? E não são poucas, nem apenas materiais.

E desse ponto, me vem novas interrogações: O q será que acontece hoje de tão preocupante na paróquia da cidade de João Câmara, para que a obra evangelizadora e o trabalho grandioso do Pe Josino em Santana do Matos, seja interrompido assim, tão de repente? O que será de tão grave que se passa naquela paróquia?

Pois nada justificaria essa posição irredutível do Bispo, que se comporta de forma inflexível ao se tratar dos nossos apelos em relação a permanência de Pe Josino em Santana do Matos. Muitas perguntas sem resposta.

Quero agradecer a cada um, que tiveram todo a consideração e respeito ao meu pedido em relação a esperar o resultado das nossas tentativas para um diálogo com o Bispo D. Jaime em prol da permanência do nosso querido Pe. Josino.

Em especial, quero agradecer ao Pe. Josino por cada um dos seus dias, doados com amor ao povo e a obra da igreja…Muitíssimo obrigada.

Sei da importância da nossa igreja, sei principalmente que somos células da igreja instituída por Nosso senhor JESUS CRISTO e ele nos ensina a sermos pacificadores… é o que somos e continuaremos a ser, mas tolos, jamais.

Depois de esgotada todas as tentativas de diálogo, junto a diocese de Natal para agendamento de audiência com o Bispo D. Jaime sobre esse assunto aqui citado, me resta dizer: Toda a demonstração de reconhecimento, gratidão e protesto em prol a permanência do Pe. Josino Raimundo da Silva na Igreja Santuário de Sant’Ana, é mais que merecida. Contem comigo.

Imprimir
TAGS

DEIXE UM COMENTÁRIO

cinco × dois =