Sem categoria

Sesap reúne grupo de trabalho para discutir ações do projeto Vida no Trânsito

Por em 2 de fevereiro de 2018 às 14:17:25

Durante a manhã desta sexta-feira (2), os órgãos integrantes do projeto Vida no Trânsito estiveram reunidos na Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para definir um plano de ação e planejamento estratégico para o ano de 2018. A iniciativa tem como meta prevenir e reduzir o número de acidentes de trânsito no Estado.

Dados do Governo do RN apontam que mais de 30% dos recursos da saúde da alta e média complexidade são gastos para atendimento às vítimas de acidentes deste tipo, especialmente motocicletas.

“A saúde sofre os impactos diretos dos acidentes de trânsito. Trabalhar para reduzir estes números é o nosso principal objetivo. Pretendemos estabelecer ações de curto, médio e longo prazo. A princípio, queremos reforçar o trabalho intersetorial do Projeto e incrementar as ações educativas e de fiscalização no trânsito”, alerta Hélida Bezerra, secretária adjunta da Saúde.

De acordo com a secretária, um grupo de trabalho irá discutir as principais dificuldades nas áreas de fiscalização, legislação, infraestrutura e educação no trânsito, a fim de propor ações mais contundentes, inicialmente na região Metropolitana do Estado.

A expectativa é expandir o trabalho para os municípios do interior e atuar em diversas frentes, como a educação nas autoescolas e escolas de ensino médio, além de blitz e fiscalização.

Participam do projeto Vida no Trânsito – criado em 2011 – a Secretaria de Saúde do Estado (Sesap), Polícia Rodoviária Estadual (CPRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Sest/Senat, Ministério Público do RN (MP), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Polícia Militar (PM) e Ong Trânsito Consciente. O Ministério da Saúde disponibiliza recursos para custeio das ações do projeto.

Em março, uma equipe do Ministério da Saúde estará em Natal para acompanhar as ações desenvolvidas na capital e implantar uma plataforma nacional de banco de dados dos acidentes no trânsito.

Imprimir
TAGS

DEIXE UM COMENTÁRIO

2 × quatro =