Estado

Estados vão compartilhar experiências para fortalecer a agricultura familiar

Por em 5 de julho de 2019 às 08:46:33

 

O 15º Fórum de Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar do Nordeste, que está sendo realizado em Natal, já registra os primeiros resultados. Durante as discussões, foram definidas estratégias, direcionamentos e encaminhamentos para os estados da região, com o objetivo de compartilhar soluções para o enfrentamento das dificuldades da atual conjuntura nacional, dando atenção especial aos povos e comunidades tradicionais, como indígenas e quilombolas.

A inclusão produtiva nos territórios rurais, com foco na erradicação da pobreza, e o manejo dos recursos naturais foram os temas do fórum nesta quinta-feira (4), na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecafes). Os debates têm a participação de representantes de movimentos sociais e de agências de cooperação internacional.

“Além dos gestores de secretarias e órgãos de assistências técnicas e extensão rural, trouxemos pesquisadores e estudiosos da academia, que estão debatendo e aprofundando os questionamentos a respeito de políticas públicas para o desenvolvimento da agricultura familiar. A partir da troca de experiências exitosas, os técnicos desses estados farão intercâmbios, supervisionando e buscando a resolução de dificuldades”, explicou Alexandre Lima, secretário do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf).

O presidente do Fórum, Josias Gomes, secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia, completou: “Essas trocas riquíssimas farão com que lutemos para que todas essas políticas públicas – que promovem melhorias e trazem o desenvolvimento da agricultura familiar – se tornem políticas de Estado. Somente dessa maneira, nós teremos a certeza de que, qualquer que seja o governo no poder, estas continuarão perenes e com viabilidade, não apenas tirando os nordestinos da fome, mas incluindo-os num setor produtivo importante”, finalizou.

Reforma Agrária

O dirigente nacional do Movimento Sem Terra (MST), Alexandre Conceição, ressaltou no fórum que é tempo de promover um reposicionamento no que diz respeito à reforma agrária.

“Num momento em que os espaços de debates, de questionamentos estão se fechando, o Fórum mostra a preocupação com as necessidades de fortalecimento da agricultura familiar, e mais ainda com as discussões sobre a reorganização da estrutura fundiária, de modo que a terra tenha a sua função social. O fórum se torna, assim, em esperança para todos os trabalhadores rurais”, pontuou.

Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Sedraf, com apoio do Governo Cidadão e da Emater-RN, o Fórum se estende até esta sexta-feira (5), com diversas mesas redondas e reuniões de trabalho.

Imprimir
TAGS

DEIXE UM COMENTÁRIO

11 + 2 =