Estado

Governo Cidadão promove licitação por videoconferência para construção de queijeiras

Por em 20 de maio de 2020 às 09:55:43

As últimas três queijeiras vinculadas à Cooperativa Mista dos Agricultores Familiares do Seridó (Coafs) que faltavam ser licitadas para a construção, passaram por esse processo na manhã desta terça-feira (19).

Como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus, o certame foi feito por meio de videoconferência com a participação das empresas interessadas, da cooperativa, dos queijeiros beneficiários, da assistência técnica Seta e da supervisora da Unidade Executora Setorial UES/SAPE RN, Paloma Araújo.

As obras fazem parte do Edital de Leite e Derivados do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN – Governo Cidadão.

“Reorganizamos a forma de trabalho no Projeto neste período de crise sanitária, para que as execuções do acordo de empréstimo não sofressem prejuízos e, mais do que isso, que os nossos beneficiários não fossem prejudicados. A licitação por videoconferência é uma das ferramentas que adotamos com esse fim”, disse o secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, reforçando que a construção dessas queijeiras terá grande impacto na cadeia do leite, beneficiando toda sociedade que passará a ter acesso a um produto de alta qualidade.

Como no formato convencional da modalidade ‘Participação Comunitária’, para esse processo foram enviadas as cartas-convite às construtoras cadastradas na Secretaria Estadual de Infraestrutura (SIN), para que aquelas que se interessassem pela execução, enviassem suas propostas. Ao todo, a Coafs recebeu 20 propostas para a construção dos prédios dessas unidades de beneficiamento de leite.

Após a abertura dos envelopes e análise dos documentos, duas construtoras saíram vencedoras. A 3R construções LTDA será a responsável pelas obras da queijeira de propriedade de Sandoval Joaquim de Souza, situada no Sítio Canta galo, no município de Lagoa Nova, e da unidade do produtor José Lopes de Medeiros, no Sítio Alegre, em Caicó. A W&W Soluções e Engenharia ficará a cargo da construção da queijeira de Adival Bernardo de Araújo, no Sítio Riacho de Fora, em São João do Sabugi.

As obras custarão R$ 174 mil, R$ 200 mil e R$ 192 mil, respectivamente. Todo o trâmite foi gravado, garantindo a transparência e legitimidade da ação.

“A construção das queijeiras tem um significado muito maior do que elevar paredes. Significa que a regularização dessas unidades de beneficiamento está cada dia mais próxima de se concretizar. Isso para nós é crescimento, já que fugindo dos atravessadores teremos a abertura de mercado e a geração de emprego e renda para toda a região”, comemorou Aldenir Araújo, presidente da Coafs, explicando que espera agora a licitação da obra da sede da cooperativa, que no momento passa por readequação do projeto.

EDITAL DE LEITE E DERIVADOS

O Edital de Leite e Derivados é uma iniciativa do Governo do Estado, via Governo Cidadão, Secretaria de Agricultura e Banco Mundial, e vai estruturar e equipar as queijeiras do Seridó, em um investimento total de R$ 20 milhões.

Ao todo, são 39 queijeiras beneficiadas, ligadas às duas cooperativas selecionadas na chamada pública – Cooperativa Agropecuária do Seridó (Capesa) e Coafs. Ao fim da execução, elas estarão regularizadas de acordo com as exigências sanitárias exigidas por lei e aptas a entrarem no mercado formal.

 Além da adequação da infraestrutura, serão adquiridos maquinários e equipamentos, promovida melhoria na logística do transporte, comercialização e capacitação dos funcionários da comunidade. A regularização é importante para que as cooperativas recebam o selo das instituições sanitárias vigentes: Serviço de Inspeção Municipal; Instituto de Defesa e Inspeção Sanitária (IDIARN); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

“Os equipamentos serão licitados por meio do aplicativo Sol do RN, ferramenta desenvolvida pela equipe do Governo Cidadão, que será extremamente útil nesse momento em que o distanciamento social é tão importante”, explicou a supervisora Paloma Araújo, destacando que a UES SAPE está trabalhando no Termo de Referência, indicando os aparelhos necessários, para dar prosseguimento a este outro certame.

Imprimir
TAGS

DEIXE UM COMENTÁRIO

cinco × 3 =

Publicidade