Gerais

Setembro Amarelo: campanha busca alertar sobre a valorização da vida

Por em 15 de setembro de 2020 às 10:36:11

O movimento Setembro Amarelo é uma campanha brasileira dedicada ao combate do suicídio. Direcionado ao tratamento de pessoas que necessitam de ajuda psicológica. A sociedade mundial vive um momento extremamente inédito.

Novos hábitos de trabalho, a rotina modificada drasticamente, o isolamento social forçado para controlar um vírus letal, sem vacina conhecida. É essencial o cuidado com a saúde física e mental.

Um estudo feito pelo Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) apontou que os casos de depressão praticamente dobraram desde o início da quarentena.

Entre março e abril, dados coletados online mostram que o percentual de pessoas com depressão saltou de 4,2% para 8,0%, enquanto para os quadros de ansiedade o índice foi de 8,7% para 14,9%.

“O isolamento social nos tornou mais ansiosos. A carga de trabalho excessiva, a falta de espaço para falar sobre si, pouco tempo para uma reflexão sobre a própria vida, relações esvaziadas e pressões pessoais, sociais e profissionais, além de questões físicas, são fatores comuns que podem estar ligadas à depressão”, explica a psicóloga do Hapvida, Drª Adriana Melo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 1 bilhão de pessoas vivem com transtorno mental, 3 milhões de pessoas morrem todos os anos devido ao uso nocivo do álcool e uma pessoa morre a cada 40 segundos por suicídio. E agora, bilhões de pessoas em todo o mundo foram afetadas pela pandemia da COVID-19, que está causando um impacto adicional na saúde mental das pessoas.

 O Centro de Valorização da Vida (https://www.cvv.org.br/) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

Imprimir
TAGS

DEIXE UM COMENTÁRIO

cinco × três =