Categoria Navegação

Estado


VIEW POST

View more
Estado

Secretário anuncia incremento de vagas na Saúde

Por em 13 de junho de 2017 às 09:53:02
Exibindo IMG-20170613-WA0009.jpg

Nos próximos meses a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vai receber um incremento significativo no número de servidores.

Serão mais de 700 vagas através da realização de um processo seletivo e um concurso público, ainda este ano de 2017, além das convocações dos aprovados no cadastro de reserva do concurso de 2010.

Estas convocações serão realizadas graças a um acordo firmado nesta segunda-feira (12) entre o Ministério Público do RN e Governo do Estado, que será submetido à homologação do Tribunal de Justiça do RN e as nomeações devem acontecer em até 30 dias.

A informação foi divulgada pelo secretário de estado da Saúde Pública, George Antunes, em entrevista à TV Tropical na manhã de hoje (13).

De acordo com o secretário, o processo para contratação da empresa que irá realizar o concurso público já está em andamento na Secretaria de Recursos Humanos (SEARH) e deverá ser publicado no Diário Oficial nos próximos dias.

Já o processo seletivo será feito por meio de contratação direta, em virtude da decretação do estado de calamidade na saúde pública, e o projeto já foi aprovado pela Assembleia Legislativa.

“Praticamente 50% das nossas dificuldades estão relacionadas ao déficit de pessoal. A expectativa é que com essas convocações haja um incremento principalmente nas áreas de enfermagem, farmácia e especialidades médicas”, afirmou o secretário.

Os próximos meses também serão de expectativa em torno dos repasses que serão feitos pelo Ministério da Saúde em razão do decreto de calamidade. Serão três parcelas de R$ 50 milhões que ajudarão na quitação de dívidas, abastecimento e investimentos.

“Temos um passivo que ainda não conseguimos recuperar. Mas tenho confiança que com esse aporte financeiro nós possamos avançar e oferecer políticas de saúde de forma ideal, além de crescer com a regionalização. Sou servidor estadual e tenho todo interesse em oferecer condições favoráveis para a população e também para meus colegas servidores, que tem um grau de comprometimento acima da média”, frisou George Antunes.



VIEW POST

View more
Estado

Rogério Marinho garante recursos para Metrópole Digital implantar Parque Tecnológico de Natal

Por em 12 de junho de 2017 às 11:18:46
Exibindo Rogério-e-Metrópole-Digital.jpg

O Instituto Metrópole Digital (IMD) já possui recursos financeiros para transformar em realidade o Parque Tecnológico de Natal. A instituição recebeu recentemente cerca de R$ 4 milhões em emendas obtidas por meio da atuação do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) junto ao Ministério da Educação.

Antes mesmo de virar realidade, o Parque Tecnológico já atrai interesses. São muitas as sondagens recebidas, até mesmo oriundas de grandes empresas do setor. Segundo Ivonildo Rego, diretor do Metrópole Digital, a implantação do projeto vai “coroar a criação do IMD, que tinha desde o seu início o objetivo de instalar um Parque Tecnológico em Natal. Teremos ao redor do IMD, uma forte presença de empresas de tecnologia em alguns anos”, disse.

De acordo com Ivonildo Rego, os recursos permitirão a contratação de uma consultoria e de outras iniciativas importantes para a implantação do novo projeto na capital potiguar. Além disso, também será utilizado na ampliação do prédio onde atualmente funciona o Metrópole, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

“O projeto de expansão do Metrópole Digital será necessário para podermos dar suporte ao Parque no prazo de 5 anos. Hoje, o IMD é suficiente, mas planejamos esse crescimento para o futuro”, disse Ivonildo. O próprio ex-reitor da UFRN tem participado das discussões na Câmara Municipal de Natal, onde deve ser votado esta semana o projeto que cria o Parque Tecnológico da cidade.

Desde que assumiu pela primeira vez seu mandato na Câmara, Rogério Marinho já destinou para o IMD cerca de R$ 50 milhões. Criador do Metrópole Digital, o parlamentar esperava que o projeto conseguisse incluir Natal no mapa da tecnologia da informação, gerando emprego e renda no mercado de trabalho que mais cresce no mundo. E deu certo.



VIEW POST

View more
Estado

Kelps Lima volta a criticar falta de segurança no Rio Grande do Norte

Por em 6 de junho de 2017 às 14:34:28
Exibindo

Em pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira (06) na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) voltou a criticar a falta de segurança no Rio Grande do Norte durante o atual Governo. Para o parlamentar, a insegurança que aumenta cada vez mais os índices de violência em Natal e no interior, não distingue mais classes sociais.

“É uma epidemia de violência alastrada por todo o Rio Grande do Norte”, disse Kelps, relatando os últimos fatos registrados no Estado como o assassinato de um policial militar, e a tentativa de assalto e troca de tiros no maior shopping da capital. “O Governo só regride na área da segurança”, disse Kelps, ao afirmar que as estatísticas só revelam aumento da violência. “É muita tristeza que a gente constate que mora em um estado onde se tem medo de sair de casa”, disse o deputado.

Em aparte, o deputado Getúlio Rêgo (DEM) acrescentou que além da segurança, a saúde também enfrenta dificuldades na atual gestão. Ele ressaltou o decreto do governador Robinson Faria (PSD), de calamidade pública na saúde, afirmando que a mesma medida poderia ser adotada na segurança, na intenção de facilitar o repasse de recursos federais para os dois setores.

“Temos bons gestores nas duas áreas, mas sem dinheiro não tem como ter soluções”, disse Getúlio, lembrando que se o Governo não tem dinheiro para pagar a folha de servidores, não tem para outras áreas da gestão, relatando que só em Mossoró dezenas de pacientes com mais de 80 anos estão na fila para atendimentos nos hospitais.

Ainda em aparte, o deputado Nélter Queiroz (PMDB) entrou em defesa do Governo. “Será que o governador quer que o povo morra nas filas dos hospitais? Tudo é falta de dinheiro”, disse Nélter, justificando que o Governo não tem dinheiro para as ações governamentais porque os recursos são repassados para os demais poderes.