Categoria Navegação

Mossoró


VIEW POST

View more
Mossoró

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Por em 11 de novembro de 2015 às 14:27:10

Diante dos últimos fatos ocorridos no município de Mossoró e provocados pela MÁ GESTÃO MUNICIPAL, os SERVIDORES DA SAÚDE vêm se manifestar.

No início do ano, o prefeito emitiu um Decreto 4435, informando o calendário de pagamento dos servidores públicos municipais.

Ocorre que, ao longo desse mesmo ano, um fato extremamente desagradável passou a ocorrer. A atual gestão deixou, eventualmente, de pagar em dia a remuneração completa dos trabalhadores. FATO QUE CONSIDERAMOS DE EXTREMA IRRESPONSABILIDADE.

Esses acontecimentos foram justificados pela prefeitura como supostos infortúnios relacionados apenas aos bancos. Nunca por problema de MÁ GESTÃO.

Também durante o ano, fomos acostumados a ler e escutar que o município se encontra em crise, não sendo esse “privilégio” apenas dos mossoroenses, segundo eles. Esse fato também serviu a desculpa.

Isso resultou em um Decreto 4461 no mês de março desse ano, por meio do qual, aqueles que gerenciam esse município supostamente evitariam gastos desnecessários, contribuindo para o combate à crise econômica.

Infelizmente, não foi isso que acabou sendo observado na prática, pois também nos acostumamos a ler e escutar notícias de pessoas altamente favorecidas dentro da gestão pública, inclusive com altíssimos salários; além da manutenção de carros alugados e sem uso; imóveis pertencentes ao município sem o devido aproveitamento, enquanto outros prédios são alugados e também não são utilizados, onerando ainda mais os cofres públicos.

Tudo isso é notícia nos inúmeros meios de comunicação da cidade.

A consequência não poderia ser outra. A suposta crise permaneceu e a autoridade máxima do município foi “obrigada” a emitir novo Decreto, que recebeu o número 4559.

Nele, o prefeito refaz o Decreto 4435, que estabelecia o calendário de pagamento dos servidores e, de forma ABSURDA, OFICIALIZA O ATRASO no pagamento da remuneração completa dos servidores públicos.

No novo documento, o atual prefeito obrigou os servidores a aguardarem o pagamento completo da remuneração até o dia 10 do mês seguinte ao trabalhado. Ou seja, diferente do que havia sido posto pelo próprio prefeito no início do ano, quando o pagamento deveria ocorrer de forma integral nos dias 30 ou 31 do mês trabalhado.

Tal fato já seria motivo de ser REPUDIADO COM VEEMÊNCIA, visto que não pode ser considerado aceitável qualquer trabalhador, após uma longa jornada mensal, ficar sem a sua remuneração completa.

E pasmem! O PREFEITO NÃO ESTÁ CUMPRINDO O PRÓPRIO DECRETO FEITO POR ELE. Hoje são 11de novembro e os Servidores da Saúde ainda não receberam a sua remuneração completa.

O que é mais impressionante! A atual gestão vai aos meios de comunicação e afirmam que estão com seus pagamentos e em dia! Não temos uma palavra adequada para descrever tal infortúnio sem que mesma seja considerada um palavrão.

Então, nos sentimos na obrigação de informar a toda a sociedade mossoroense, que O PREFEITO DE MOSSORÓ NÃO PAGOU EM DIA A REMUNERAÇÃO COMPLETA DOS SERVIDORES DA SAÚDE.

Atenciosamente,

Servidores da Saúde.



VIEW POST

View more
Mossoró

Agentes de trânsito vão detalhar ‘farra’ com dinheiro público

Por em 10 de novembro de 2015 às 18:50:20

A categoria dos agentes de trânsito de Mossoró vai se aglomerar nessa quarta-feira (11), às 8h, na sala de reuniões da Biblioteca Ney Pontes Duarte, no Centro de Mossoró. Promete revelações bombásticas sobre a Secretaria da Mobilidade Urbana (SEMOB) do Município, em meio à pauta técnico-burocrática que discutirá.

Haverá uma assembleia geral extraordinária da categoria promovida pelo Sindatran, sindicato que abriga os 82 agentes de trânsito em atividades na Prefeitura.

“Vamos mostrar à sociedade quem tem super-salário, o nepotismo na secretaria e muitas outras coisas”, adianta uma fonte da própria categoria, em conversa há poucos minutos com o Blog. Diárias operacionais, por exemplo, estariam fazendo a alegria de uns poucos (veja AQUI).

Tribuna popular

É uma reação dos agentes de trânsito que se consideram vítimas do vereador e líder governista na Câmara Municipal, Soldado Jadson (Solidariedade). À semana passada, ele denunciou que tem agentes com privilégios capazes de elevações salariais acima de R$ 11 mil.

Eles também querem ter voz na tribuna popular da Câmara Municipal, espaço aberto à população para manifestar queixas, oferecer sugestões ou qualquer outro tipo de fala. É a seara do vereador Soldado Jadson.

O titular da Semob, Charlejandro Marcelino, e outros cargos estratégicos da pasta, foram indicados por Jadson.

Aguardemos, pois.

Com informações do Blog de Carlos Santos