Categoria Navegação

Estado


VIEW POST

View more
Estado

Giselda Trigueiro pode ficar sem profissionais de higienização

Por em 22 de janeiro de 2016 às 11:13:28

O Hospital Giselda Trigueiro, referência em doenças infectocontagiosas e toxicológicas, pode ficar sem profissionais de higienização a partir do mês de fevereiro por falta de pagamento. Situação que pode comprometer a qualidade no atendimento oferecido à população. 

Os profissionais da área, que são terceirizados, estão cumprindo o aviso prévio até o dia 31 de janeiro sem saber se vão receber porque a renovação da contratação de emergência feita pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) com a Safe Locação de Mão de Obra e Serviços ainda está sem contrato vigente e aguardando um parecer da Procuradoria-geral do Estado (PGE).

Sem o contrato, os funcionários serão demitidos no próximo dia 31 e a unidade ficará sem profissionais de higienização a partir de fevereiro. Sem o serviço, os riscos de infecção são aumentados e, dependendo do caso, pode comprometer o funcionamento de alguns setores da unidade.

De acordo com informações da Safe, o pagamento que deveria ter sido feito desde o dia 2 de janeiro, 15 dias após a emissão da Nota Fiscal. Mesmo assim, a Sesap prometeu realizar o pagamento até o final de janeiro. Diante da incerteza de recebimento e da insegurança jurídica, todos os funcionários foram colocados em aviso prévio.

Caso o pagamento não reja realizado até o o final do mês, os funcionários serão demitidos. Atualmente, a Safe possui 39 serventes de higiene hospitalar responsáveis pela higienização do Giselda, 18 no Centro de Reabilitação Infantil (CRI) e outros 16 no Hemocentro do Rio Grande do Norte (Hemonorte).

O presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem e Empregados em Hospitais (Sipern), também externou a preocupação com os empregados e com o funcionamento das unidades.

"Minha grande preocupação é com os direitos dos trabalhadores. Como que vai ficar a situação desses trabalhadores? Vão ficar desempregados? Como eles vão receber o que é de direito? Mas também fica a dúvida que interfere em toda a população: como fica o funcionamento dessas unidades? A população vai deixar de ser atendida? Ou vai ser atendida em ambientes sem higienização?", indagou.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Norte (Cremern) foi procurado por ser o órgão responsável pela fiscalização das unidades hospitalares, mas o presidente Marcos Lima preferiu não comentar o caso e aguardar o desfecho das negociações.



VIEW POST

View more
Estado

Vigilantes da Saúde deflagram greve por tempo indeterminado

Por em 13 de janeiro de 2016 às 15:16:58

Os vigilantes que atuam nas unidades de saúde da Secretaria de Estado e Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) iniciaram nesta quarta-feira, 13, uma greve por tempo indeterminado.

Segundo o presidente do Sindicato Intermunicipal dos Vigilantes do Rio Grande do Norte (Sindsegur/RN), Francisco Benedito, a categoria cruzou os braços em decorrência da falta de pagamento do mês de dezembro, 13º salário e férias dos vigilantes.

Ao site do sindicato, Bené informou que o Tribunal Regional do Trabalho já foi procurado e o advogado da categoria vai solicitar o bloqueio das contas da empresa Garra para o pagamento aos vigilantes.

Com informações De Fato



VIEW POST

View more
Estado

Sesap abre seleção para Residência Médica em Neonatologia

Por em 12 de janeiro de 2016 às 14:23:41

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte, por meio do Hospital Dr. José Pedro Bezerra (HJPB), realizará Processo Seletivo para Residência Médica em Neonatologia. Serão oferecidas cinco vagas, tendo como pré-requisito a Residência Médica de dois anos em Pediatria em serviço credenciado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).

As inscrições tiveram início hoje, 12, e pode ser feitas exclusivamente na Coordenação de Residência Médica (COREME) do HJPB, até o dia 29 de janeiro de 2016, das 8:00 às 13:00 horas, em dias úteis, pessoalmente ou por procuração devidamente legalizada. A Prova Objetiva será aplicada no dia 01 de fevereiro, às com início as 8:00 horas e terá quatro horas de duração.

Além da prova objetiva a seleção dos candidatos terá prova teórica-prática e análise curricular do candidato. O programa terá início dia 29 de fevereiro e conta com bolsa auxílio paga pelo Ministério da Saúde.

Para maiores informações, consulte o Edital de Seleção, publicado do Diário Oficial do Estado:  http://www.diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20160112&id_doc=522955

Com informações da Assessoria de Comunicação - ASCOM