Categoria Navegação

Mossoró


VIEW POST

View more
Mossoró

Prefeitura assegura limpeza e segurança para a Cobal

Por em 6 de janeiro de 2021 às 14:00:44

Em visita a Central de Abastecimento “Prefeito Raimundo Soares” (Cobal) na manhã desta quarta-feira (06), o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra, assegurou limpeza e segurança do equipamento.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Franklin Filgueira, que também acompanhou a visita, já está realizando levantamento dos problemas do mercado.

“É nosso interesse melhorar as condições para os comerciantes que trabalham na Cobal, importante equipamento reconhecido na nossa cidade. Vamos adotar medidas para garantir a limpeza e a segurança, trazendo equipes para o trabalho e fazendo a escala dos guardas municipais”, afirmou o prefeito Allyson Bezerra.

Em contato com o secretário municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos, Brenno Queiroga, o chefe do executivo também determinou a viabilização de projeto de reforma do Mercado da Cobal. Uma das mudanças necessárias é a melhoria no estacionamento.

Prefeito Allyson Bezerra e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Franklin Filgueira em visita a Cobal e ouvindo reivindicação dos comerciantes.

“Há muito tempo a Cobal necessita de um olhar diferenciado e nós estamos fazendo isso agora. Vamos viabilizar o projeto de reforma, com melhoria da estrutura, dando dignidade aos comerciantes que trabalham no mercado”, destacou o prefeito.

“De imediato vamos organizar um mutirão para fazer uma limpeza geral na Cobal. Estamos planejando ações como reforma, melhorias sanitária e hidráulica, entre outras que nos chegam através das reivindicações dos comerciantes durante essas visitas”, completou o secretário Franklin Filgueira.



VIEW POST

View more
Mossoró

Mossoró decreta estado de calamidade financeira e administrativa

Por em 3 de janeiro de 2021 às 09:56:30

A Prefeitura de Mossoró decretou estado de calamidade administrativa e financeira no Município. Publicado no Jornal Oficial de Mossoró (JOM), neste sábado (2), o decreto nº 5.939/2021 compõe pacote de ações para economizar recursos e dar mais eficiência à máquina pública. Ao todo, são oito decretos para enfrentar a crise econômica, financeira e fiscal que atinge a municipalidade.

O prefeito Allyson Bezerra justifica os ajustes da máquina pública a uma série de dificuldades. Entre elas, salários atrasados de servidores municipais e a expectativa, no Orçamento 2021, que as despesas com pessoal superem o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Conforme a LOA de 2021 (Lei Orçamentária Anual), os gastos com pessoal em Mossoró deverão atingir 57,50% da receita, acima do limite máximo, que é de 54%”, alerta o prefeito, ao comparar que, em Fortaleza (CE), esse percentual é de apenas 28,57%.

Leia mais Aqui



VIEW POST

View more
Mossoró

Rosalba responde a quase 30 ações e pode ficar inelegível

Por em 17 de dezembro de 2020 às 10:00:02

Candidata derrotada na eleição de 2020, a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), tem o futuro político ameaçado. Ela responde a quase 30 processos, entre Ações de Investigação Judicial Eleitoral e Representações na Justiça Eleitoral. Tal demanda tende, após os julgamentos, torná-la inelegível por oito anos.

É que, segundo especialistas dos mundos político e jurídico, são graves todos as denúncias contra a prefeita por abusos na campanha eleitoral deste ano. Avalia-se que Rosalba precisou se arriscar além da conta para evitar a derrota nas urnas. E a consequência é enxurrada de ações judiciais.

Somente o Ministério Público Eleitoral (MPE) ingressou com 11 ações judiciais contra a prefeita derrotada. O MPE pede que a justiça eleitoral decrete, além de multas, cassação do registro de candidatura e que Rosalba Ciarlini se torne inapta (inelegível) para ser votada pelos próximos 8 anos.

Além disso, coligações disputaram o pleito de 2020 apresentaram outras 15 ações por outros possíveis abusos cometidos por Rosalba. As representações, também com provas robustas, também pedem a cassação do registro de candidatura, perda de direitos políticos por oito anos e multa.

EXCESSOS

Exemplo dos excessos rosalbistas na campanha deste ano está em nova ação, protocolada nesta quarta-feira (16), pelo promotor eleitoral Hermínio Souza Perez Júnior. Ele sustenta uso excessivo da estrutura da prefeitura de Mossoró e da propaganda institucional em favor candidata à reeleição derrotada.

Segundo o promotor, “desde o período da pré-campanha e sobretudo na campanha eleitoral houve a utilização de bens, serviços e servidores públicos municipais na campanha da então prefeita Rosalba Ciarlini, sendo este fato extremamente grave e desequilibrador do pleito municipal”.

OUTRAS AÇÕES CONTRA ROSALBA

- Acusação de que Caminhão de terceirizada adesivado com Rosalba trocou luzes dos postes, provas robustas nos autos do processo nº 0601169-06.2020.6.20.0034.

-  Acusação de inauguração, no dia 07/11/2020, de poço de captação de água potável, na Comunidade Maísa, Zona Rural de Mossoró/RN, presença da Secretária Municipal Fátima Vale, e Rosalba, com discurso de Rosalba que objetiva reeleição, na ação consta vídeo de assessora informando que Rosalba não ia assinar o termo mas que a secretária Fátima Vale ia assinar próximo a Rosalba para que todos os presentes notassem que é Rosalba é como se a assinatura de Rosalba fosse – proc. que tramita sob o nº 0601168-21.2020.6.20.0034.

-  Acusação, com vídeos, evidenciando a instalação de postes de energia elétrica em campo de futebol no assentamento Recanto da Esperança, na Zona Rural do Município de Mossoró/RN, quando inexiste qualquer programa governamental de incentivo de esportes, proc. que tramita sob o nº 0601166-51.2020.6.20.0034.

SEM RESULTADO

Apesar de tantos abusos, especialistas da política concluem: de nada adiantou. Rosalba perdeu nas urnas por mais de 6 mil votos de maioria para Allyson Bezerra e ainda amarga, no chamado pós-derrota, quase 30 ações, as quais pode decretar sua aposentadoria dos mandatos eletivos.

Entretanto, o “trabalho” rosalbista continua. Com a derrota nas urnas, seu grupo – ou que sobrou de seus liderados – trabalham dia e noite para instalar o caos administrativo em Mossoró. Quem conhece o funcionamento e o modo como os Rosados fazem política sabe que são eles que usam e abusam do poder político, misturando o público com o privado para se beneficiar nas eleições.


Publicidade