Categoria Navegação

Mossoró


VIEW POST

View more
Mossoró

Aditivo sob suspeita beneficia empresa de cunhado do presidente da Câmara de Mossoró

Por em 1 de julho de 2022 às 07:46:23

O aditivo de quase meio milhão de reais no contrato da reforma do Memorial da Resistência, concedido pela Prefeitura de Mossoró após a obra ter sido concluída, ganhou novo capítulo nesta quinta-feira, 30.

Vereadores de oposição e independentes identificaram que a empresa contratada pertence a um cunhado do presidente da Câmara Municipal, Lawrence Amorim (Solidariedade), aliado e pré-candidato a deputado federal do prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade).

Trata-se da empresa J. Z. R. Construções LTDA, CNPJ: 03.666.171/0001-42, que tem como sócios José Zelito Nunes Júnior (administrador) e Romero Rêgo Nunes, cunhados de Lawrence Amorim. A empresa foi aberta em 22 de fevereiro de 2000, com capital social de R$ 2.090.000,00, com endereço na rua Marechal Floriano, 480, bairro Paredões, zona norte de Mossoró.

O fato de Lawrence ser cunhado dos proprietários da construtora, por si só, não significa que houve tráfico de influência, mas reforça a necessidade de órgãos fiscalizadores investigar o rumoroso caso. Lawrence é aliado de primeira hora do prefeito Allyson e tem o apoio da gestão municipal para disputar um mandato de deputado federal nas eleições deste ano.

Outro ponto que provoca os órgãos fiscalizadores é a falta de transparência no processo que envolve a obra do Memorial da Resistência. A suspeita foi levantada no plenário da Câmara Municipal de Mossoró por vereadores da oposição e independentes, que apontam que o aditivo foi assinado depois da obra concluída.

A reportagem do JORNAL DE FATO levantou a cronologia dos atos da Prefeitura, que mostra situação suspeita. Veja:

Leia a matéria completa clicando AQUI



VIEW POST

View more
Mossoró

Prefeitura de Mossoró faz contrato de quase meio milhão de reais para obra já concluída

Por em 29 de junho de 2022 às 10:05:16

A Prefeitura Municipal de Mossoró firmou um novo contrato de quase meio milhão de reais para reformar o Memorial da Resistência, depois que obra já havia sido concluída.

Em junho de 2021 o Memorial da Resistência recebeu mais de 977 mil reais para sua reforma, conforme as informações contidas no Jornal Oficial de Mossoró JOM (620, 28/06/2021), obra que foi executada conforme prazo estabelecido pelo órgão municipal.

Em junho deste ano, (02/06/22) a prefeitura divulgou em seus canais de mídia a inauguração das praças do corredor cultural, incluindo o Memorial da Resistência. Porém, um dia antes da inauguração e com obra já concluída, a prefeitura realizou contrato aditivo em 01 de junho de 2022 para reforma do Memorial, no valor de 433.724,01 reais, sem justificativas sobre insuficiência de recursos ou pontos inacabados da obra. A informação está publicada no JOM no dia 07 de junho de 2022.

O contrato aditivo feito um dia antes da inauguração aponta para irregularidades no uso dos recursos públicos em obra já concluída e poderá ser alvo de explicações por parte da Prefeitura de Mossoró.



VIEW POST

View more
Mossoró

O que o povo de Mossoró não percebeu ou engoliu calado

Por em 27 de junho de 2022 às 14:46:34
Foto: Célio Duarte (SECOM/PMM)

Tradição ou não, o povo gosta de festa. Em Mossoró, nem se fala. Por festa, muitos esquecem de muitas coisas, até. Como por exemplo, que ser multado não é uma coisa tão boa, assim como uma festa.

Mas, aqui, não estou falando da quantidade de pessoas que foram multadas devido ter bebido e depois se deslocado para sua residência ou outro local e foram pegos no teste do bafômetro.

Pela desobediência à Lei Seca, a infração é gravíssima e vão pagar algo em torno de R$ 2.950.00.

Agora, onde quero chegar. Vocês lembram daquele show que o prefeito de Mossoró, o famoso Allyson Malvado deu pelas ruas da cidade para a entrega de veículos para a Guarda Municipal e aos Agentes de Trânsito? Foi dia 25 de maio.

Naquele dia foram entregues 11 novos veículos, sendo 5 para a Guarda Municipal e 6 para Agentes de Trânsito. Pode até parecer uma coisa bem simples, mas não analise por esse lado, e sim, pelo lado de como a segurança do cidadão mossoroense é tratada enquanto existe por lado o desejo de arrecadar.

Não é que os Agentes de Trânsito vão sair por aí multando a todo e a direito (embora se fale pela cidade que existe quota mensal de multa, e que não é fato novo), mas veículos para os Agentes de Trânsito tem qual finalidade mesmo?

Malvadeza é malvadeza e desce goela abaixo e o povo nem percebe.