Categoria Navegação

Política


VIEW POST

View more
Política

Duplicação da BR-304 é prioridade do senador Garibaldi Filho

Por em 15 de agosto de 2018 às 15:35:11

Viabilizar a duplicação do trecho de 380 quilômetros da BR-304 – que vai do entroncamento da BR-226 até o entroncamento da BR-116, no Ceará – é um dos motivos para o senador Garibaldi Filho disputar a reeleição. Nos últimos dois anos, ele tomou iniciativas importantes para garantir a execução do projeto, mas seu objetivo não foi obtido devido à grave crise econômica que atinge o Brasil.

Quando presidiu a Comissão de Serviços de Infraestrutura, Garibaldi conseguiu aprovar como emenda da CI ao Orçamento da União de 2017, R$ 300 milhões para viabilizar a duplicação da rodovia. A falta de verbas obrigou o governo federal a contingenciar a liberação dos recursos, apesar das várias gestões que o senador fez junto ao DNIT e ao Ministério dos Transportes.

“Não desistirei, pois sei da importância macroeconômica dessa obra para o Rio Grande do Norte. Ela é fundamental para o escoamento dos produtos fabricados no Rio Grande do Norte, especialmente em Natal e Mossoró. A duplicação também contribuirá para a segurança de todos os que trafegam por aquela estrada”, explicou Garibaldi Filho.

O senador quer incluir o seu trabalho em favor da duplicação à relação de obras que entregou a Mossoró durante sua vida pública. Entre elas, destacam-se, no período de governador, a construção do Complexo Viário Vingt Rosado, da Adutora Jerônimo Rosado e o início da implantação do curso de medicina da UERN. No Orçamento de 2018, o senador Garibaldi incluiu recursos para a construção do hospital universitário da UFERSA e também para a Liga Mossoroense Contra o Câncer.



VIEW POST

View more
Política

Vereadora Nina Souza se licencia do mandato para se dedicar a campanha eleitoral

Por em 15 de agosto de 2018 às 08:20:14

 

A vereadora Nina Souza (PDT), que será candidata a deputada estadual, oficializou seu pedido de licença da Câmara Municipal de Natal por 45 dias, período em que se dedicará a disputa eleitoral. Com isso, o suplente Sérgio Pinheiroassumirá a vaga da parlamentar a partir de sexta-feira (17).

“Temos uma atividade muito intensa como vereadora, como líder da bancada e dentro de várias comissões. Não seria correto fazer a campanha e me manter na Câmara, recebendo salário sem trabalhar por Natal. Por uma questão de moralidade e respeito ao natalense estamos tomando esta decisão”, disse a vereadora, enaltecendo ainda o perfil de seu suplente, “homem capaz de representar nossa cidade como ela merece”.

Nina Souza está em seu primeiro mandato como vereadora de Natal, sendo a primeira mulher a ocupar a função de líder de um prefeito no legislativo da capital.

Com pouco mais de um ano na Câmara Municipal, a pedetista ganhou destaque com a aprovação de projetos importantes para a cidade, como o Bairro Seguro, que permite aos natalenses o bloqueio de ruas em horários específicos para reduzir o índice de violência.



VIEW POST

View more
Política

Zenaide é contra medida provisória que extingue Fundo Soberano

Por em 14 de agosto de 2018 às 18:02:33

Durante sessão plenária na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (14), a deputada federal Zenaide, se posicionou contra a Medida Provisória 830/2018 que pede a extinção do Fundo Soberano do Brasil, assinada pelo presidente Michel Temer em maio deste ano.

"Como é que o governo brasileiro, com a aprovação da maioria dessa casa, quer extinguir o fundo soberano? É um absurdo. Isso tudo retirado da segurança pública, da educação e da saúde do povo brasileiro. É mais uma barbaridade desse governo. Que o presidente proponha tudo bem, mas que essa casa se reúna para aprovar é que não dá para entender", questionou Zenaide.

O Fundo Soberano, criado em 2008, surgiu para funcionar como uma espécie de poupança para o Brasil enfrentar as crises econômicas. O fundo também tem por finalidade promover investimentos em ativos no Brasil e no exterior e formar poupança pública.

A extinção do fundo pode deixar o Brasil vulnerável a crises externas e internas, sem recursos. "O Fundo foi criado pelo presidente Lula para que o Brasil tenha reservas para injetar na regulação cambial em casos de crises. Retirar o dinheiro do fundo não significa recuperação econômica", disse Zenaide.