Categoria Navegação

Estado


VIEW POST

View more
Estado

Sesap intensifica trabalho integrado junto às Regionais de Saúde

Por em 26 de outubro de 2020 às 17:05:45

Fortalecer a regionalização da saúde no RN é uma das prioridades da atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Em sintonia com essa meta, a subsecretária de Gestão de Planejamento da Sesap, Lyane Ramalho, juntamente com representantes de coordenadorias da secretaria, realizaram visitas a todas as Unidades Regionais de Saúde Pública (Ursap’s), com o objetivo de ter uma maior proximidade junto aos gerentes das unidades e fazer um diagnóstico da realidade local.

“As visitas são importantes para que os gestores e técnicos das regionais se sintam apoiados em seu trabalho e para que possamos fazer um diagnóstico das Usarp’s em todos os sentidos, avaliando questões como o dimensionamento de pessoal, infraestrutura e o processo de trabalho deles junto aos municípios, para que assim possamos propor melhorias. Estamos pedindo que os gerentes das regionais reflitam sobre o processo de trabalho com um novo olhar, mais integral”, explicou Lyane Ramalho.

Segundo a subsecretária, essa aproximação mostra-se ainda mais relevante no atual cenário de pandemia, onde os municípios se encontram mais fragilizados e todo apoio se faz necessário.

Para a gerente da 3ª Regional de Saúde, Francisca Couto, “a importância dessa vinda da equipe do nível central da Sesap é conhecer de perto a realidade das regionais e avaliar desde a estrutura física até o processo de trabalho. Eu tenho 30 anos de serviço público nesta Regional e vi poucas vezes visitas assim acontecerem. Nessa gestão atual, estamos percebendo que o secretário Cipriano Maia tem priorizado a efetivação da regionalização e o fortalecimento das regionais, em busca de dar uma melhor resposta à população. Dessa forma, estamos vivendo um momento ímpar na história do SUS do Rio Grande do Norte”.



VIEW POST

View more
Estado

No RN, taxa de incidência de Covid-19 prevalece entre pessoas de 20 a 59 anos e mortalidade é maior em idosos

Por em 26 de outubro de 2020 às 14:41:12



A faixa etária com maior concentração de casos confirmados pela Covid-19 no Rio Grande do Norte são de adultos entre 20 e 59 anos de idades, com 76,82% (61.389). Crianças e adolescentes correspondem a 5,8% (4.643) dos casos e idosos a 17,28% (13.803). Ainda assim, os casos de óbitos prevalecem na faixa etária idosa, com 70% de mortes confirmadas para o novo coronavírus. Os dados foram apresentados pelo secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (26).

“Quando analisamos a maior incidência dos casos, eles estão concentrados na faixa população economicamente ativa. Agora, quando analisamos a taxa de mortalidade, percebemos que - assim como na maioria dos países e desde o início da pandemia – a taxa de mortalidade prevalece na população idosa”, ressaltou Cipriano Maia.

É importante reforçar que a proteção para esse grupo e também para pessoas com comorbidades, que representam 12.864 pessoas acometidas pela doença e 1.295 óbitos, são necessárias para evitar o risco de que tenham casos graves. “Primeiramente, precisamos continuar a estabelecer o distanciamento social e, segundo, toda a população adotar as medidas de higiene evitando o favorecimento do contágio porque se a gente reduz a contaminação, diminuímos os riscos para essas pessoas”, pontuou o secretário.

Nesta segunda, os casos confirmados são de 79.908 pessoas acometidas com a doença, 30.082 é o número de casos suspeitos e 187.835 casos já foram descartados. O número de óbitos é de 2.563 pessoas e permanecem em investigação 359.

A taxa de ocupação dos leitos críticos públicos está em 33%, de acordo com dado obtido no Regula RN. Na região Metropolitana, a ocupação é de 29%, no Oeste é de 45%, já no Alto Oeste, o índice é de 100%, as regiões do Seridó e do Trairí/Potengi estão com 18% cada e tanto o Mato Grande como o Agreste potiguar não possuem ocupação.



VIEW POST

View more
Estado

Cristiane Dantas enaltece projeto que cria Fundo de Amparo às mulheres vítimas de violência

Por em 21 de outubro de 2020 às 13:23:57

A deputada Cristiane Dantas (SDD) destacou nessa quarta-feira (21), durante sessão plenária da Assembleia Legislativa, o projeto de sua autoria para a criação do Fundo Estadual de Amparo às Mulheres Vítimas de Violência no Rio Grande do Norte.

De acordo com a parlamentar, a iniciativa pretende viabilizar treinamentos às mulheres vítimas de violência, oferecendo capacitação, assistência e inserção no mercado de trabalho.

“Muitas mulheres se mantêm em relacionamentos abusivos por não terem perspectivas profissionais, por se verem financeiramente dependentes dos seus companheiros. A criação de um Fundo serve para que elas se desvinculem dessas relacões, sabendo que serão amparadas e poderão exercer uma profissão, conseguindo, assim, a independência que desejam e precisam”, justifica Cristiane.

Outro projeto destacado por ela durante o pronunciamento é a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, que segundo Cristiane tem a expectativa de impactar mais de 200 mil negócios.

“Um projeto que visa um tratamento diferenciado e simplificado, desburocratizando e beneficiando micros e pequenos empresários do nosso Estado”, observa ela.